O que aprender com “Luca”, o novo filme da Disney?

Essa nova animação da Pixar, já conquistou todos que assistiram com a brilhante história de Luca.

Se você já assistiu, ou não, te convido para refletir sobre alguns aprendizados importantes que o filme nos traz. Ah, o filme está disponível exclusivamente na plataforma Disney+ .

Dirigida por Enrico Casarosa, as aventuras de Luca iniciam na Itália. Em um verão repleto de diversão, amizades, mas ameaçada por um segredo.

Dito isso, se prepare para possíveis spoilers, mas valerá a pena conferir algumas lições que o filme nos ensina:

A importância da amizade

Como se pode observar desde o trailer, o filme todo é baseado na amizade e explorando a importância dela para nossa vida. Alberto e Giulia são seus melhores amigos, e juntos descobrem novos ambientes e decidem participar de uma competição.

Ao mesmo tempo que é evidenciado a importância do trabalho em equipe. Logo podemos associar um método metacognitivo utilizado no Programa MenteInovadora, as Aves Migratórias. Com elas aprendemos que quando cada um faz a sua parte, todos chegam mais longe. E quanto maior o equilíbrio, cooperação e harmonia da equipe, melhor são os resultados para atingir os objetivos do grupo ou individuais.

Com certeza, Luca seria uma pessoa muito diferente se não estivesse por perto dos seus amigos. Assim também, em todas as nossas amizades, não vivemos apenas de bons momentos. Igualmente os personagens possuem desentendimentos, sentimentos de raiva, tristeza e até traição. Nesse momento Luca vai se descobrindo e possui um grande aprendizado: de que nem tudo vale a pena por um prêmio. E nesse caso, principalmente, se para isso ele precisasse expor e perder o seu melhor amigo Alberto.

Os amigos existem para nos estenderem a mão nos momentos em que mais precisamos deles. E acredite, ter amigos é fundamental para vivermos uma vida mais saudável e até mais longa!

O valor do autoconhecimento

Em meio a tantas descobertas, Luca inicia um importante processo de autoconhecimento. A princípio, quando consegue respirar fora da água, sair de dentro do mar, aprende a caminhar na areia e conhece o sol, que o faz mudar sua pele. Assim, dentro do mar ele é um monstro de escamas verde e barbatanas roxa, fora da água ele é um menino de cabelos encaracolados e cheio de curiosidades.

Um método metacognitivo, que auxilia perfeitamente nessa etapa é o Espelho. Nesse sentido, com ele você aprenderá a refletir sobre os seus pensamentos, sentimentos e ações. Além de analisar e relacionar com a realidade e o seu entorno. Colaborando para superar algumas barreiras que existam em você.

Luca e Alberto aprendem a honrar as próprias origens, com seus aspectos físicos e emocionais. Defendendo com coragem quem são de verdade e sem perder o próprio caráter. Esse processo de aceitação do diferente fica evidente quando aos poucos eles se aproximam dos moradores da cidade. Esses impõem a intolerância aos monstros marinhos. Mas quando eles se conhecem melhor, a intolerância abre espaço para a tolerância. Tema esse de extrema importância atualmente.

Espero que esteja gostando dos aprendizados e na próxima semana apresento mais outras lições desse filme incrível!

Até lá!  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu