Especial Carreiras – O vasto mundo da engenharia

Se diante do nome engenharia você logo pensa na Civil, na Mecânica e na Elétrica como únicas opções, está na hora de abrir seus horizontes. Neste post do Especial Carreiras você vai descobrir pelo menos outras 14 possibilidades de carreiras dentro do campo das engenharias. Todas com boas perspectivas de empregabilidade e futuro promissor.

Confira o vasto mundo das engenharias e encontre a que mais lhe agrada.

Engenharia Acústica

Com amplo mercado nas indústrias, que cada vez mais precisam adequar o nível de ruído de seus equipamentos a padrões saudáveis ao ser humano, o engenheiro acústico tem como objeto de estudo investigar e entender os mecanismos de produção, transmissão e recepção do som. Pois, os resultados de seu trabalho, além de minimizar efeitos nocivos dos ruídos à saúde, podem auxiliar o trabalho de outros profissionais como fonoaudiólogos, músicos, médicos, psicólogos, arquitetos e até biólogos.

Aeronáutica

Se você é apaixonado por aviões, mas gosta mais de entender como funcionam do que de pilotá-los, este pode ser o seu curso. O engenheiro aeronáutico trabalha com o desenvolvimento e modelagem de aeronaves, dominando todos os conceitos técnicos necessários para o vôo. Além de poder atuar na manutenção de aviões e na pesquisa de novos sistemas para o controle de voos.

Agrimensura e Cartográfica

Nenhuma obra de Engenharia Civil começa sem o trabalho prévio de um engenheiro agrimensor e cartográfico. É dele a responsabilidade pelos levantamentos territoriais, medições e marcações de um terreno a ser ocupado, tanto nas áreas urbanas quanto nas rurais. Aliás, essa carreira tem três subdivisões: a Agrimensura monitora gerencia espaços físicos e desenvolve técnicas para uma melhor ocupação, a Cartográfica elabora mapas e documentos com informações geográficas dos campos monitorados, e Topográfica estuda acidentes geográficos e propõe formas de melhorar o aproveitamento do espaço.

Engenharia de Alimentos

Produção, conservação e armazenamento de alimentos industrializados. É basicamente esse o campo de atuação do engenheiro de alimentos, uma especialidade relativamente recente na carreira das engenharias no Brasil. É dele a responsabilidade de estudar os processos de produção e de pesquisar novas e melhores técnicas de conservação pois precisa garantir a qualidade de peixes, carnes, frutas, legumes, verduras e cereais, podendo, para tanto, trabalhar no desenvolvimento de novas tecnologias e maquinário necessários para aprimorar esses processos.

Engenharia Ambiental

A preservação dos recursos naturais contra os impactos da ação do homem sobre o ambiente está no horizonte principal de trabalho do engenheiro ambiental, pois é ele quem projeta e executa ações de recuperação e revitalização de áreas degradadas, ajudando a diminuir os impactos causados e a recuperar o ambiente nesses locais.

Biomédica

O corpo humano e seus movimentos estão no objeto central de estudo desta carreira, que alia conhecimentos da Engenharia e da Medicina. Afinal, só conhecendo bem o organismo que precisará ser investigado, o engenheiro é capaz de desenvolver novos equipamentos de alta tecnologia para diagnóstico de doenças.

Engenharia Civil

Técnica construtiva e excelência administrativa são duas qualidades importantes para o dia a dia do engenheiro civil que, além de projetar estruturas de construções e acompanhar obras, precisa cuidar da qualidade e da produtividade de materiais, pessoas e empresas envolvidas nas obras. Aliás, definir dimensões, forma e quantidade de material a ser utilizado, entre outros detalhes que afetam a construção ou reforma, também são atribuições do engenheiro civil.

Engenharia da Computação

Muito conhecimento técnico, boa capacidade gerencial e habilidade de relacionamento humano desenvolvida são três requisitos básicos para o profissional desta que é uma das áreas que mais crescem no mundo. Além de grande afinidade com os campos das ciências exatas, é claro. O engenheiro de computação trabalha no desenvolvimento e construção de computadores, de seus periféricos e de sistemas que interligam hardware e software.

Elétrica

Se você se destaca em disciplinas das ciências exatas e tem uma enorme facilidade com cálculo, pode estar olhando para a carreira certa. Esta área da engenharia se dedica a estudar sistemas de transmissão, recepção e distribuição de energia elétrica, podendo atuar na construção de usinas geradoras em suas múltiplas vertentes – hidrelétrica, termelétrica e nucleares, por exemplo. O profissional dessa área também pode atuar com o desenvolvimento de dispositivos eletroeletrônicos nos campos da computação, robótica e telecomunicações. 

Engenharia Eletrônica

Muitas vezes confundido com a Engenharia Elétrica, este ramo se diferencia por estudar a eletricidade em escalas e potências menores. Ganhou força a partir da invenção do transistor, em 1948, e existe como carreira de Engenharia no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) desde 1951. Aliás, o engenheiro eletrônico é responsável por projetar, desenvolver, instalar, operar, manter e gerenciar sistemas, componentes e dispositivos e equipamentos eletrônicos.

Energia

Voltado para o desenvolvimento de soluções mais sustentáveis, este ramo da Engenharia se dedica a estudar e solucionar problemas energéticos com técnicas de menor impacto no meio ambiente.

Engenharia Materiais

Considerado um dos segmentos mais científicos das engenharias, o ramo dos Materiais se dedica a pesquisar e desenvolver novas matérias-primas para a indústria, pois cuida do gerenciamento e supervisionamento todo o processo de produção de novas resinas, plásticos, ligas metálicas e cerâmicas, entre outros.

Mecânica

Motores de veículos, máquinas e sistemas pesados de produção de energia são alguns dos elementos desenvolvidos por este engenheiro, pois projete ferramentas específicas da indústria mecânica, elabora moldes de peças, organiza sistemas de armazenamento e controla a qualidade com testes de resistência.

Engenharia Mecatrônica

Aliando tecnologias mais modernas da Computação, da Mecânica e da Eletrônica, o engenheiro Mecatrônico desenha soluções em automação industrial, para otimizar linhas de produção, desenvolvendo máquinas que operam outras máquinas. Aliás pode atuar no desenvolvimento de eletroeletrônicos e eletrodomésticos inteligentes.

Engenharia de Produção

Custo-benefício e produtividade são palavras-chave na atuação deste engenheiro, que se preocupa em desenhar e aprimorar processos de produção, sempre buscando aperfeiçoar a cadeia para eliminar etapas ineficientes e, dessa forma, ganhar qualidade com custos mais baixos. Exige boa capacidade de administração, além da eficiência em Matemática.

Software

Programas de computador customizados, que atendam às necessidades de clientes e de usuários, agilizando o trabalho e facilitando a operação de empresas e prestadores de serviços. Aliás é uma das grandes necessidades do mundo informatizado e o engenheiro de software trabalha no desenvolvimento, implantação e gerenciamento desses programas.

Engenharia de Telecomunicações

Com uma sólida base de conteúdo comum às das demais engenharias, esta especialidade se diferencia por uma formação tecnológica específica que habilita o profissional a atuar em empresas de telecomunicações modulando e dimensionando canais físicos de comunicação.

1 Comentário. Deixe novo

  • COARACI CORA OLIVEIRA DA CUNHA
    outubro 4, 2020 11:18

    As especialidades em uma área de formação, são muito importantes, pois aperfeiçoamento requer aptidão.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu