5 dicas para te ajudar com a matemática!

Confira como os Métodos Metacognitivos e os jogos do Programa MenteInovadora podem ser seus aliados nessa tarefa de aproximação com a matemática!

A matemática é uma das disciplinas do currículo escolar mais temidas pelos alunos. E esse temor, que gera ansiedade e insegurança, dificulta a aprendizagem e o ânimo para estudar os conteúdos.

O resultado desse círculo vicioso é concreto: todos os anos, a matemática figura entre as matérias com menor porcentual de acertos na prova do Exame Nacional do Ensino Médio – Enem.

Mas por que isso acontece? Não existe uma razão única, mas sim uma combinação de fatores.

Compartilho com você um pouco do que investiguei. As possíveis causas desse problema e como apontar caminhos para que possa te ajudar não apenas a gostar da Matemática, mas também a se divertir com ela.

1. Você gosta de matemática?

Se você é daqueles que odeia a matemática ou não gosta do assunto por não ter dado conta de sua infinita importância em nosso cotidiano, vou dar alguns exemplos que farão você repensar essa postura, afinal ela está cada vez mais em nosso dia a dia e você nem percebia.

Você sabia que estamos conectados à matemática desde que acordamos? Sim! Ao colocar um despertador, está inserido um número nele, ou quando temos que calcular quanto tempo demoramos para chegar até um parque, escola,… ou ainda quando precisamos comprar algo. Quanto será o desconto de 70% que está na vitrine da loja? Quanto preciso guardar para comprar?

Se não soubermos como calcular, iremos perder dinheiro durante a nossa vida sem nos darmos conta disso. Até mesmo para prepararmos uma receita na cozinha, precisamos saber a massa em quilos, quantidade de medidas, ou seja tudo em nossa vida tem base na Matemática.

Agora que você já viu que está imerso no mundo dos números, dos cálculos e fórmulas, chegou o momento de nos aproximarmos deles, uma vez que não conseguimos viver sem os conhecimentos matemáticos. Seja na arte, religião, danças, em amigos, na ciência, na mente, na natureza e na vida!

Está comprovado cientificamente que toda criança aprende pelo exemplo, especialmente nos anos iniciais. E os aprendizados emocionais desses primeiros anos são carregados por ela na adolescência e na vida adulta.

Imagine uma criança que, desde pequena, tenha visto os pais dizendo que a matemática é muito difícil, que é preciso estudar muito para aprendê-la, que os próprios pais tinha notas péssimas nessa disciplina.

Como você acha que ela vai encarar a Matemática na escola?

O método do Espelho!

Para resolver este primeiro problema, o Método Metacognitivo do Espelho, do Programa MenteInovadora, pode ser uma ótima ferramenta.

Para desenvolver o autoconhecimento, esse método estimula o hábito de revisitar as experiências vividas. Ao olhar para si mesmo com coragem e honestidade, você aprende com os erros e acertos cometidos.

Portanto, nessa primeira etapa, comece com uma autorreflexão:

  1. Como você se refere à matemática? Como ela está presente na sua vida?
  2. Se você tem uma visão negativa da disciplina, por que você pensa dessa forma?
  3. Seria possível evitar essas frases negativas em sua vida?
  4. Como você poderia mudar sua própria percepção da matéria e, dessa forma,
    ajudar até um amigo ou os seus próprios pais a desenvolver um novo olhar sobre esse tema?

Te convido para refletir melhor sobre esses questionamentos ou outros que eventualmente você se deparar. Se você conhece alguém que se identifique com isso, compartilhe também! Bom, com esses dados em mãos, partimos a nossa próxima etapa que apresentaremos no post da semana que vem! Até lá! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu