Ache o caminho do sucesso no Mapa Mental

Aprenda o que é e como se beneficiar dessa técnica de estudo consagrada no mundo todo

Você tem de lidar com muitas informações, fórmulas e conceitos e não sabe como dar conta de tudo isso? Acredite, esse não é um problema novo, nem é uma questão exclusivamente sua.

Há décadas, os seres humanos se debatem com a dificuldade de memorizar e apreender conhecimento num mundo onde o volume de informação disponível cresce na mesma velocidade do desenvolvimento tecnológico.

Felizmente, algumas técnicas vêm sendo desenvolvidas e testadas. Uma delas, é o Mapa Mental. Quer aprender como essa ferramenta pode te ajudar? Então vem com a gente.

O que é um Mapa Mental?

Desenvolvida nos anos 1960 por um britânico chamado Tony Buzan, a técnica do Mapa Mental utiliza o conhecimento da ciência sobre os processos cognitivos na organização das informações.

Ou seja, o Mapa apresenta o conteúdo da mesma maneira que ele é absorvido pelo nosso cérebro, facilitando as sinapses neurais e, consequentemente, a memorização e compreensão dos conteúdos.

Como o Mapa Mental funciona na prática?

Você parte do tema principal e passa a associar informações ligadas a ele numa estrutura ramificada. Essa associação ajuda no processo de memorização, que é facilitado ainda pelo uso abundante de recursos como cores, símbolos e imagens.

As sinapses neurais atuam dessa mesma forma. Quando você pensa na palavra “árvore”, por exemplo, o cérebro mobiliza lembranças, emoções e conhecimentos associados a essa palavra. Os recursos gráficos, no Mapa Mental, funcionam como elementos extras de ativação da memória.

Quais as vantagens do Mapa Mental?

A disposição do conteúdo em formato de Mapa Mental facilita muito a memorização, como já foi dito. Mas não se limita a isso. Como não usa uma estrutura linear, a ferramenta favorece a criatividade e a flexibilidade, uma vez que você pode acrescentar novos dados e informações ao mapa a qualquer momento, ajuda a visualizar, diagnosticar e solucionar problemas, e pode ser muito útil também no planejamento de estudos, uma vez que lhe permite, a partir de uma meta traçada, definir com clareza as tarefas necessárias para atingi-la.

Quer aprender a fazer um Mapa Mental? Então siga o passo a passo que apresentamos no próximo tópico.

Como fazer um mapa mental?

Muita gente acha difícil criar o primeiro Mapa Mental. Como qualquer nova técnica, é necessário que você aprenda a usá-la e se familiarize com ela, praticando para dominar o processo. Vamos ajudar você com um exemplo prático que vai facilitar a sua vida.

Passo 1: Estabeleça o seu objetivo e crie um título para o seu Mapa. Vamos imaginar, por exemplo, que você queira aprender sobre o movimento literário Romantismo. O seu título, portanto, pode ser exatamente esse: ROMANTISMO. Atribua uma cor ao título para ajudar na memorização.

Passo 2: Adicione as primeiras ramificações, com os tópicos de que você vai precisar se lembrar. No caso do nosso exemplo, uma boa série de ramificações seria dividi-lo por fases.

Passo 3: Com a primeira divisão definida, é a hora de você acrescentar novos ramos, com dados e informações importantes dentro de cada etapa ramificada. No nosso exemplo, você pode trazer dados como características, principais autores e época de cada fase do romantismo.

Passo 4: Este passo, na verdade, pode ser feito concomitantemente aos passos 1, 2 e 3. Nele, você basicamente adiciona símbolos que representam o que está escrito nos diversos ramos e servirão para ativar diferentes áreas do cérebro, favorecendo a memorização.

Pronto, você já sabe como começar o seu mapa mental. Não se esqueça de que ele é um trabalho aberto, ou seja, pode ser revisado a qualquer momento, e você pode acrescentar novos dados e itens a ele.

Pratique bastante e bons estudos!

1 Comentário. Deixe novo

  • Eliane Carvalho de Sousa
    junho 18, 2020 09:37

    Como é bom receber boas ideias de como estudar, então vamos construir o mapa para facilitar nosso estudo.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu