Melhore a sua nota de Matemática!

7 dicas para elevar sua média final com uma das matérias mais temidas

Você odeia Matemática? Que pena. Isso vai ter de mudar. Porque essa disciplina é, ano após ano, a que apresenta as maiores notas máximas no Enem. E foi a única área a ter registrado uma nota máxima superior a 1000 pontos, em 2015, quando chegou a 1008,3.

Com esse histórico, a Matemática tem tudo para se transformar em sua grande aliada e elevar a sua nota final, se você se esforçar bastante para ter uma boa nota na área.

Parece impossível? Mas não é.

 Siga nossas dicas, trabalhe duro e melhore a sua nota de Matemática.

Durante os estudos

  1. Não deixe nenhuma dúvida sem resposta – Um erro muito comum entre estudantes que não gostam da Matemática é desistir rapidamente dela. À primeira dúvida, simplesmente dão de ombros e perdem o interesse. Combata essa postura. Se não entendeu algo, pergunte ao professor. E insista nas perguntas até ter certeza de que entendeu o que está sendo ensinado.
  2. Diga adeus à preguiça – Ninguém aprende Matemática dando uma olhadinha por cima no conteúdo. É preciso se dedicar com afinco, mergulhar de cabeça no tema e se esforçar para entender o sentido dos números na nossa vida.
  3. Comece pelo básico – Se você nunca gostou dos números e tem dificuldades com a área, não adianta mergulhar de cabeça em exercícios complexos. Eles lhe parecerão incompreensíveis e podem minar ainda mais a sua vontade de estudar a Matemática. Comece estudando a teoria pelo básico, para aprender os conceitos que serão colocados em prática nos exercícios mais complexos mais tarde.
  4. Resolva exercícios – Também não basta ficar só no básico. Assim que tiver se apropriado desses conceitos, comece a colocá-los em prática em exercícios de nível médio e, mais tarde, com maior nível de complexidade. Resolver exercícios e praticar mais e mais é o caminho mais seguro para se apropriar da matéria. Com o passar do tempo, você se acostuma com o esforço e começa a perceber que não é tão difícil como parece.
  5. Refaça os exames dos anos anteriores – As provas de Matemática no Enem, em geral, são contextualizadas, numa tentativa de integrar a Matemática ao cotidiano dos estudantes. As perguntas, em geral, seguem um perfil e nem todas são totalmente objetivas. Muitas vezes é necessário interpretar o texto da questão para, então, aplicar o conceito Matemático. Como os assuntos são recorrentes, refazer as provas anteriores é um ótimo caminho para entender a lógica das questões e determinar os assuntos mais comuns, nos quais poderá concentrar seus esforços de estudo.
  6. Entenda como a nota é atribuída – A nota do Enem não é atribuída simplesmente pelo número de acertos nos exercícios. A metodologia utilizada no exame, chamada Teoria de Resposta ao Item, leva em consideração a coerência da prova. Se você acertar questões muito difíceis e errar outras muito fáceis, o sistema vai atribuir uma nota menor por entender que o seu conhecimento básico na área não é compatível com os acertos em questões de grande dificuldade. Em outras palavras, o sistema entende que você é bom mesmo no chute. Como essa informação vai lhe ser útil? Esse é o assunto da próxima dica.

    Durante a prova
  7. Comece pelas questões mais fáceis – De posse da informação que acabou de ler na dica 6, não há razão para resolver a prova de Matemática na ordem em que aparecem as questões, ou para começar pelas mais difíceis. Invista, em primeiro lugar, nas mais fáceis e que vão lhe tomar menos tempo antes de passar para as questões com média complexidade. E deixe as que são muito difíceis para você para o final.

    Finalmente, para lhe dar um ânimo a mais, fica a dica: se você for capaz de acertar pelo menos metade das questões, isso pode lhe garantir uma nota em Matemática superior a 800.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu