Vitórias e derrotas: o que elas têm a nos ensinar?

Se você já refletiu sobre suas vitórias e derrotas, iniciamos agora a segunda etapa do método do espelho. Caso contrário acesse nosso post anterior.

Entramos então na segunda etapa do método, que é a Análise. Para alcançar a objetividade necessária aqui, dê um passo para fora de si mesmo. Agora analise a situação vivida como se fosse de uma outra pessoa.
Ou seja, com o distanciamento emocional, você conquista a capacidade de fazer um exame crítico e ético mais eficiente. Tente perceber os esquemas de pensamento e barreiras emocionais que pautaram as ações diante de um fato ou situação.

De fato, ao enxergar de fora o caminho percorrido e as razões que o levaram a tomá-lo, você consegue vislumbrar caminhos diferentes que teriam levado a outros resultados, ou a vitórias.

É aí que você chega à etapa terceira etapa, chamada Implementação. Ela consiste em colocar em prática as mudanças que percebemos que teriam sido benéficas.

O esforço para gerar uma mudança estrutural, porém, deve ser contínuo, pois esse passo da implementação exige muita atenção diária e o desejo sincero de mudar.

Voltando à timidez…

O Método do Espelho pode ser uma ferramenta poderosa para você reconhecer que está se fechando para o mundo. Além disso, ao analisar os padrões de comportamento e barreiras emocionais que o estão te movendo nessa direção, você pode superar essa fase com mais leveza.

Enquanto a timidez não passa, porém, seguem algumas dicas práticas para lidar com o dia-a-dia:

Seja aquilo que você deseja ser.

“O corpo alcança o que a mente acredita”, ou seja, para criar essa pessoa que desejaria ser, basta apenas imaginar o que gostaria de ser e viver intensamente essas qualidades em sua mente. Faça isso diariamente e repita esse tipo de exercício em sua mente para conseguir criar esse novo “eu”.  

Não ligue para o que os outros vão pensar.

Pare de pensar sempre no que as pessoas poderão dizer ou pensar sobre algo que você queira fazer. Mantenha sempre uma conversa aberta com seus pais e amigos, eles também poderão te ajudar a lidar com qualquer tipo de problema.

Seja feliz e ria de si mesmo!

Primeiramente, as pessoas que sorriem mais, costumam ter o dia mais feliz e atraem mais amigos. Assim você conseguirá atrair as pessoas para perto de você pela maneira entusiasmada de ser. Olhar no olho é fundamental. E saber aceitar a timidez como uma característica tua e não como um empecilho é uma ótima maneira de ficar mais à vontade consigo mesmo. Evite o sofrimento, é preciso entender que essa fase é uma etapa de evolução.

Elimine os pensamentos negativos.

Se restringir por conta daqueles pensamentos que te limitam, como por exemplo “não vou conseguir”, “não vai dar certo”, “só faço coisas errada”… só vão piorar a situação. Busque ver o que você tem de melhor e use isso a seu favor. Se você é bom em algum esporte, game, cinema ou qualquer habilidade, exponha isso as outras pessoas e mostre quem você é, o que sabe fazer e suas vitórias.

Crie situações de convivência.

Tente, sutilmente, incluir um amigo ou outra pessoa de que goste em situações de interação. Procure conhecer novas pessoas, ainda que virtuais. Desse modo, uma boa dica é ir para novos lugares, um parque, cinema ou até mesmo jogando em casa. Lembre-se de não perder muito tempo isolado em casa, seja nos games ou escutando música sozinho. As pessoas querem te ouvir.

Ajuda de um profissional.

Certamente se você sente uma grande dificuldade ainda para colocar em prática as dicas acima, ou não se sente confortável para isso, é importante buscar uma ajuda profissional. Saber reconhecer essa barreira em você é importante para ter um tratamento mais direcionado e da maneira correta. É importante iniciar o quanto antes e não deixar isso se tornar algo ainda mais grave em você, como uma fobia social ou outro transtorno, como a depressão. Um terapeuta ou psicólogo saberão te apoiar nesse momento. Muitas escolas já possuem esses tipos de profissionais a sua disposição. Aproveite!

Espero que esse texto tenha ajudado a superar essa timidez em você ou esclarecido algumas dúvidas e conquiste suas vitórias! Se você gostou desse conteúdo, compartilhe com seus familiares e amigos!

1 Comentário. Deixe novo

  • Andrea Lúcia Figueiredo Oliveira
    outubro 9, 2020 23:37

    Muito bom esse texto, devemos olhar para dentro de nós e implementar mudanças quando são necessárias.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu