Daniel Dias e suas conquistas

Os jogos olímpicos foram um turbilhão de emoções… Se você conferiu aqui no blog as histórias lindas de superação da Rayssa Leal, Rebeca Andrade e Simone Biles, com certeza tirou muitos aprendizados. E para encerrar nosso Especial Olimpíadas e Paralimpíadas, que tal falar sobre autoconhecimento e entrar no mundo de aprendizados da Paralimpíadas?

Por isso, vamos destacar nada mais, nada menos, que o nosso maior medalhista paralímpico brasileiro: Daniel Dias, o nadador que conquistou 27 medalhas, sendo 14 de ouro, 7 de prata e 6 de bronze. Fantástico! Esses resultados renderam três troféus do Prêmio Laureus, ou mais conhecido como o “Oscar do Esporte”.

Daniel nasceu com uma má formação congênita dos membros superiores e na perna direita. Contudo, isso nunca foi um obstáculo, desenvolvendo habilidades como autoconhecimento, autocontrole, determinação e força de vontade, nunca deixou de fazer atividades e esportes que queria.

O autoconhecimento e seu impulso para competir.

Natural de Campinas-SP, Daniel Dias experimentou vários esportes ao longo de sua vida. Em 2004, ao ver o “Tubarão paralímpico”, o Clodoaldo Silva, virou fã e aos 16 anos decidiu ser nadador e dois anos depois já era o campeão mundial no mesmo esporte. Ele sabia que não seria fácil, então se dedicou muito e mantinha seu foco de representar o Brasil em alguma competição.

Para chegar onde chegou, a família foi seu grande apoio. O incentivo de ajudar Daniel a desenvolver o autoconhecimento para fazê-lo entender que é capaz de qualquer coisa, foi um grande impulso para ele se tornar um campeão.

Desenvolvendo desde criança habilidades socioemocionais, tão fundamentais para nossas vidas, logo após, entendeu que somos todos capazes, independente de qualquer coisa. Refletindo sobre a importância do autoconhecimento, que tal trabalhar essa habilidade também em você, com o Método do Espelho.

Este método metacognitivo te convida a se olhar verdadeiramente e cuidar de si mesmo. Assim, conhecer-se melhor ajuda a controlar as emoções, tanto negativas quanto positivas. Certamente, esse controle emocional ajuda a evitar ansiedade, frustração e instabilidade emocional. E foi com esse controle que Daniel tirou forças para fazer história.

Com o Método do Espelho é possível descobrir suas qualidades, capacidades, bem como os seus pontos que devem ser melhorados, além de entender os seus ciclos. Não existem limites que impeçam uma pessoa que se autoconhece de realizar seus próprios sonhos, metas e objetivos, sejam eles no esporte ou na vida .

O início de um novo ciclo

O multimedalhista Daniel Dias fez um lindo show na Paralimpíadas de Tóquio. De fato, além de nos ensinar a importância do autoconhecimento para criar um entendimento de que somos sempre capazes, essa habilidade também nos ajuda a entender os nossos ciclos. Dessa forma, após uma trajetória de muitas vitórias, conquistas e aprendizados, Daniel anunciou sua aposentadoria das piscinas em Tóquio.

Sem dúvida é o maior evento do Movimento Paralímpico e poder dizer o adeus nessa competição é um momento espetacular, um momento de muita alegria. A vida do atleta é feita de ciclos, fases, e por isso eu decidi parar, resolvi dar o adeus à piscina porque eu vejo que a minha contribuição com a natação paraolímpica já foi excepcional. Foi além do que eu esperava”, comentou o atleta.

Todos concordamos que Daniel realmente tem uma trajetória excepcional. Com ele podemos tirar inúmeros aprendizados e principalmente entender a importância de se autoconhecer para alcançar sonhos e metas.

E você mindzuper, gostou de conhecer uma habilidade socioemocional que ajudou Daniel a ser campeão? Deixe seu comentário! Para ficar por dentro de mais assuntos como esse e conhecer ainda mais nossos métodos, continue acompanhando o Blog Mindzup.

Ah e já curtiu e comentou nosso último post do Instagram @mindzup?

Siga nosso perfil!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu