Simone Biles e a importância da saúde mental

Se assim como eu, você também acompanhou as Olimpíadas diariamente, ou melhor, “madrugadamente”, com certeza soube do caso da Simone Biles, nosso segundo destaque do Especial Olimpíadas. Para quem não soube, darei uma breve introdução sobre ela, mas antes, confira nosso post sobre a Fadinha do Skate, Rayssa Leal: Parte 1 e Parte 2.

Americana, com 24 anos, é o grande destaque da Ginástica. Em sua primeira Olimpíada, no Rio de Janeiro em 2016, conquistou 5 medalhas, sendo 4 de ouro e 1 de bronze. Nos campeonatos mundiais já ganhou 25 medalhas, sendo 19 de ouro. Em Tóquio era a favorita com grandes expectativas até para recorde de medalhas.

Para surpresa de todos, ela abandonou a final da ginástica feminina por equipe. “Não confio mais tanto em mim quanto antes. Talvez seja por estar ficando velha”, foi o que disse à imprensa. E no dia seguinte desistiu mais uma vez de disputar a etapa final individual geral.

“Às vezes sinto como se tivesse o peso do mundo sobre as minhas costas. Faço parecer que a pressão não me afeta, mas é difícil” comentou em seu perfil do Instagram.

Avançar sempre!

Muitas pessoas nos ensinam assim, dizendo que recuar é sinal de fraqueza, de incapacidade. E nesse espírito de sempre avançar, às vezes acabamos tomando caminhos errados. E provavelmente isso tenha ocorrido com a Simone Biles, que nos traz à tona um problema super comum e que afetam muitos de nós. Ter um grande apoio e boa estrutura familiar nos ajudará a ter um melhor equilíbrio emocional e manter nossa saúde mental.

Simone disse que sua mente e corpo não estavam em sintonia. “Não somos apenas atletas. Somos pessoas, afinal de contas, e às vezes é preciso dar um passo atrás”. Manter o controle da mente e corpo é essencial, principalmente no caso de atletas, em que um erro no salto, pode causar grandes ferimentos e até a morte. Precisamos entender que um atleta é um ser humano igual a nós, mas com habilidades físicas mais desenvolvidas para sua especialidade.

Assim como ocorreu com Biles, muitas vezes sofremos cobranças diárias, não para sermos superatletas, mas para termos um bom desempenho. Essa pressão externa, somado a nossa própria exigência de nos tornar o melhor, com o tempo pode gerar grande estresse, medo, ansiedade e frustração por essa grande expectativa depositada em nós. Por isso, além de termos desenvolvido um bom autoconhecimento para saber, por exemplo, que “Isso é muito difícil para mim”, existe um método metacognitivo para você conhecer:

O Alpinista

Como um alpinista, que muitas vezes precisa voltar a um ponto anterior, para escolher novos pontos de apoio mais adequados, que levarão mais longe na conquista da montanha. Assim nos ensina que diante de desafios difíceis, muitas vezes precisamos recuar antes de conquistar novos avanços. Saber reconhecer esse ponto é muito importante, e esse é o primeiro passo.

É o momento em que assumimos a dificuldade que estamos enfrentando e a falta de recursos para lidar com ela. Logo em seguida é preciso acionar o Recuo estratégico e ganharmos força, no lugar de nos lamentarmos apenas, o recuo é uma oportunidade para analisarmos o problema e buscarmos soluções.

Por fim, escalar novamente, ou seja, retomar ao caminho, rumo ao nosso objetivo. Com todos os recursos e ferramentas em mãos, é hora de com uma nova visão do caminho, encontrar a melhor maneira de contornar os problemas e alcançarmos nossa meta ou quem sabe até superá-la.

Dessa maneira, Simone Biles, aos poucos está retomando suas atividades e nos deixa com essa atitude alguns aprendizados. Primeiro que não só de medalhas vivem os esportistas, e sim colocar em prática tudo aquilo que treinaram, sem precisar necessariamente estar ao pódio, mas levando suas próprias conquistas internas e externas, somando histórias. “Experiência única”!

Se você já precisou recuar, ou concorda com a atitude de Biles, deixe seu comentário. Compartilhe também suas experiências em nosso Instagram @mindzup

1 Comentário. Deixe novo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu