A regra de ouro para sua redação! ✍

Subindo o primeiro degrau da nossa escada, iniciaremos nesta semana como aprender a escrever sua introdução.

Método Escada – Passo 1:
A introdução

Quem nunca travou diante de uma folha em branco? Esse é um clássico para qualquer pessoa que se proponha a escrever.

Na prova do Enem, porém, você não terá tempo para esperar pela inspiração. Por isso, é importante saber, desde já, os elementos que devem estar presentes no parágrafo de introdução.

Antes deles, porém, uma regra de ouro que é geral para qualquer redação: um parágrafo de dissertação argumentativa deve ter três frases. E cada uma delas vai ter um objetivo específico.

No caso da introdução, essas três frases podem trazer:

  1. Uma contextualização histórica ou sociológica para o tema proposto;
  2. A contribuição de algum teórico ou pensador famoso que possa ser associada ao tema;
  3. O seu ponto de vista a respeito do tema, que também é chamado de tese.

A contextualização e a citação ao teórico não são obrigatórias. Você pode optar por ter uma delas, apenas. É bom saber, porém, que elas melhoram e muito as notas nas competências 2 e 3.

Já a explanação da tese precisa estar logo na introdução. Ela é obrigatória. Com ela, você indica ao avaliador que linha de raciocínio vai defender ao longo do texto. A ausência da tese logo na entrada pode render um zero na redação.

Um ponto importantíssimo: não se estenda demais na introdução. Lembre-se, você só tem 30 linhas para escrever. Se gastar 10 linhas na abertura, vai ter problemas para desenvolver a argumentação nos parágrafos seguintes.

Se for capaz de estruturar sua introdução seguindo esse modelo, você já larga com vantagem para o próximo degrau, ao qual subiremos no próximo bloco: a argumentação, ou desenvolvimento do texto.

Método Escada – Passo 2:
A argumentação

Vamos voltar à regra de ouro sobre a estrutura do parágrafo de toda dissertação argumentativa. Como citamos na semana passada, ele deve ser composto de três frases que, no caso da argumentação, têm as seguintes funções:

A primeira frase apresenta, de forma geral, o tema daquele parágrafo. Ela deve ser preferencialmente curta e simples, em nome da boa fluidez de leitura (que é avaliada nas competências 4). Por volta de duas linhas é um bom tamanho.

  1. O argumento propriamente dito entra na segunda frase, onde você deve escolher uma estratégia de argumentação para conquistar o leitor para o seu ponto de vista. Essas estratégias podem ser exemplos concretos, estatísticas, citações de autoridades no assunto, entre outras. É uma parte muito importante do parágrafo, portanto capriche na escolha da estratégia. As referências que você incluir aqui podem contribuir para a sua nota nas competências 3 e 4.
  2. Um pequeno resumo da argumentação que você acabou de fazer chega na terceira e última frase, que tem a função de concluir o parágrafo, ao mesmo tempo em estabelece uma ligação com o que será explorado no parágrafo seguinte.

É bom lembrar, novamente, que o espaço para a redação do Enem é limitado. Você deve escrever no máximo 30 linhas. Portanto, não adianta elencar 4 argumentos para a sua tese, porque você não terá espaço para aprofundá-los e correrá o risco de ser superficial demais na argumentação. Foque em dois argumentos, um em cada parágrafo, bem fundamentados e construídos dentro da estrutura acima.

Finalmente, você chegou ao último degrau: a conclusão, que vamos abordar na próxima semana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu