Atualidades no Enem, você está preparado?

6 dicas para estudar atualidades.

Mais da metade do ano já passou… E você, que sonha com uma boa nota no Enem, continua por fora de tudo o que está acontecendo no Brasil e no mundo?

Então é hora de acordar, colocar os papos de WhatsApp um pouquinho de lado e se dedicar a estudar Atualidades.

Sim, o que acontece à sua volta é mais importante para a sua nota do Enem do que você imagina. Por onde começar? Nós vamos te ajudar utilizando o Método Detetive do Programa MenteInovadora.

Com boas perguntas e respostas certas, seu caminho vai ficar mais suave.

Veja só! ?

? O que eu preciso saber?

Você já sabe que o Brasil não ganhou a Copa? É um bom começo. Sabe que a campeã foi a Croácia? Não, para tudo!

QUEM VENCEU A COPA FOI A FRANÇA!

E esse foi um dos fatos marcantes do mês de julho.

Se você vai começar a estudar Atualidades só agora, não se preocupe, temos dois trabalhos pela frente.

O primeiro é recuperar tudo o que já passou. Pesquise na internet sobre os fatos mais marcantes de 2018 até aqui, mas cuidado com as “Fake News”. Elabore uma lista do que encontrar e depois se dedique a descobrir mais para se aprofundar sobre os tópicos.

Agora, atualizarei alguns dos fatos marcantes de 2018 para facilitar a sua vida.

? O que já rolou em 2018?

Confira a seguir alguns fatos marcantes do primeiro semestre deste ano. Não se limite a eles. Ampliar a sua lista só vai melhorar as chances de se sair bem na prova do Enem.

  • Armas químicas na Síria e bombardeios dos EUA –Aprenda o máximo que você puder sobre a guerra civil na Síria, que já dura 7 anos, matou mais de 400 mil pessoas e deslocou outros 11 milhões de seus lares, provocando a maior crise humanitária do Século 21.
  • A prisão de Lula –Em abril, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi preso, condenado em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro. Aproveite para estudar em profundidade os meandros da Operação Lava Jato, os políticos acusados e os casos de corrupção investigados por ela.
  • Greve dos Caminhoneiros –O movimento que paralisou o Brasil por uma semana em maio é um bom motivo para aprender mais sobre o sistema de transportes de cargas no país, as políticas de preços de combustíveis praticadas pela Petrobrás e a crise administrativa e política em que o país mergulhou desde a reeleição de Dilma Rousseff em 2014 e seu impeachment em 2016.
  • Intervenção Militar no Rio de Janeiro –Um tema importante que pode levantar discussões na prova do Enem sobre desigualdade social, violência urbana, direitos humanos, democracia e autoritarismo.
  • Assassinato de Marielle Franco –O assassinato da vereadora pelo PSOL no Rio de Janeiro pode ser um pretexto para levantar o tema das minorias e das desigualdades no Brasil, que costuma frequentar as redações do Enem. Marielle, como você sabe, era uma mulher negra e moradora da periferia.
  • França campeã da Copa do Mundo de 2018 –O time francês, formado em sua maioria por atletas de origem africana, pode ser um bom gancho para discutir a crise de imigração na Europa e a xenofobia dos europeus. Os franceses que comemoram o título agora são os mesmos que levaram a candidata ultranacionalista Marine Le Penn, com seu discurso xenófobo, ao 2º turno das eleições francesas em 2017. E o problema não é exclusividade da França. O craque alemão Mesut Özil, neto de imigrantes turcos, deixou a seleção de seu país protestando contra “racismo e desrespeito”. “Quando nós vencemos, eu sou alemão. Quando nós perdemos, eu sou imigrante”. Segundo os dados mais recentes, a Europa recebeu 1 milhão de imigrantes da África entre 2010 e 2017.

Esses foram alguns temas importantes do ano até aqui. Estude-os bem, mas não se limite a eles. Existem outros, como a reaproximação das Coreias, o fim da era Castro em Cuba, mas talvez sejam temas muito distantes da realidade brasileira. E como você sabe, o Enem se preocupa em fazer uma ponte com a realidade do Brasil.

Continue pesquisando, porém, por outros temas na internet, ao mesmo tempo em que inicia a segunda parte do trabalho, que mostrarei na próxima semana. Até lá!  ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu